quarta-feira, 24 de março de 2010

Sim, eu - Animal Emocional



Começo a escutar lá fora, cada vez mais vozes diferentes, e dos mais diversos quadrantes, com um discurso coincidente, embora sem o método científico a validá-lo em tempo real, sobre aquilo que sempre senti e validei dentro de mim e que, até à data, partilhei com muito poucos.

Convido, a quem tiver tempo para sentir (mais do que para pensar) esta mensagem que, não trazendo nada de absolutamente novo, nos incita a ir mais longe, sentindo-nos mais perto.

E partilho, sem pudor (porque já não há tempo) enquanto animal emocional que sou.

Agradeço também, e de antemão, à Comunidade Científica receptiva a esta busca e aos seus patronos (provavelmente, animais que se sentem mais racionais do que eu) por não pararem com os estudos e com as investigações sobre este tema da-alma-em-coisas e por partilharem sempre abertamente e de forma fundamentada as suas descobertas...

Um Bem Haja a Todos

6 comentários:

Graça Pires disse...

Gostei de ouvir o cientista Gregg Braden, a defender muitas das coisas em que eu também acredito.A dizer que a nissa curva de aprendizagem está quase sempre nos sonhos e nas sensações e na inteligência emocional.
Obrigada.
Um beijo.

margens confluentes disse...

Há sempre tempo e tempo haverá mesmo depois de nós. Sentir é a nossa humanidade. Sentir é sentir a vibração da alma em nós. E nos outros também.

Jorge Costa disse...

Será a isto que chamam milagres?
Acredito que só assim podemos ser felizes. Quanto compreender-mos que podemos encontrar a cura dos nossos problemas no coração do outro, seremos verdadeiramente felizes!

Alma disse...

E é tão simples, que até me esqueço... Veja-se lá bem: de sentir. *suspiro*

Obrigada a quem insiste, e muito bem, em lembrar-mo.

Beij*s, muitos

Anónimo disse...

Vamos colocar os pés na Terra???
Quando????
Para quê????
Se viver no sonho é muito mais agradável!!!!
Se viver para os outros nos torna seres mais felizes!!!
Quero dar, dar e dar!!!!

Sissi

Anónimo disse...

Sempre disse para mim mesmo e algumas pessoas em conversas de café que existia algo em relaçao á percepçao das "coisas" que ainda não era explicavel pela ciencia, algo não tangivel e de dificil compreensão mas que todos o faziamos sem nos apercebermos.Mas sempre acreditei tambem que um dia a ciencia iria chegar lá.Agora que começo a reparar que nos tempos que correm cada vez se fala mais nestas "coisas", inclusivé a nivel cientifico, acabo por descobrir algo novo para mim.Que além de haver muito por descobrir em relaçao a nós,ha tambem muito por descobrir em relaçao á dinamica energetica "nós e o exterior a nós", que tudo esta intimamente interligado.A ser assim,
torna tudo muito mais magico do que ja é..
Abraço apertado


contador gratis