segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Wesir e a Orquídea

1 comentário:

Anónimo disse...

Afinal, foi hoje o dia de visitar-te, tocada pela tua presença, com o Rio Douro ao fundo. Que penso? Que sinto? Que digo? Primeiro que foi muito bom fazer essa visita na tua companhia, porque ela foi mais cheia de significada para nós. Depois, que se consolida em mim, o sentimento de que algo de muito elevado existe nessas tuas procuras. Algo que passa pela estética, pelo encanto e pelo desencanto da vida, pelos afectos, pela força anímica do cosmos. Parabéns, Joinha! Cristina Mello


contador gratis