sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Era uma vez uma nota perdida da música. A nota requebrada estatelou-se no palco e todos ficaram a olha-la, ali, despida no silêncio.
Mas a voz quente levanta a nota e o sonho morre ali mesmo, ao realizar-se.
A nota reencontra a pauta da voz e pendura-se, leve, na harmonia da composição, reveste-se de sedas acústicas da cor do dia e de aromas nocturnos alheios ao tempo. Depois, mergulha, definitivamente, na onda da voz, abraça o seu fogo e atinge a gravidade zero.


09-08-03



eU

Sem comentários:


contador gratis