domingo, 18 de maio de 2008

Do you miss me, too...


... Gerês?

A brisa tépida, que tudo acaricia, indiscriminadamente, os chilreares, o sussurro da urze; aqui prevalece o som da água em redor, em baixo... Água, tanta água... Água oculta, todavia audível. O odor do musgo, o respirar da terra molhada.
Tudo o resto era o silêncio e o profundo.

Suzanna

terça-feira, 13 de maio de 2008


How I miss you... *suspiro*

contador gratis